O apartamento de Clare Waight Keller, em Paris

O apartamento de Clare Waight Keller, em Paris, é o que se poderia esperar da morada da diretora criativa de uma marca como a Chloé. Chique e despretensiosa. A marca não investe em celebridades, não coloca o logotipo em todas as peças, ou seja, cultua a discrição, fato cada vez mais raro hoje em dia. Keller vive no imóvel com o marido arquiteto Philip Keller, com as filas gêmeas, Amélia e Charlotte, de 13 anos e o pequeno Harrison, que aos 04 anos, adora fazer loops infinitos ao redor da mãe em sua scooter. A vida em família permeia a decoração em tons crus e terrosos, muitas cadeiras, que Keller não consegue ficar sem comprar, e luz natural abundante. Aliás, um dos aposentos preferidos de Clare é um quarto que fica na “esquina” do imóvel, e recebe, segundo ela, uma linda luz da tarde e de onde é possível observar outros prédios com suas molduras e janelas, tudo muito parisiense e valorizado por ela. Quem não ficaria feliz em uma casa assim tão bacana em Paris? Eu, certamente. Conhecida no bairro pelo padeiro, açougueiro e demais comerciantes, Keller realiza suas atividades rotineiras, como jogar tênis, a poucas quadras de casa. Um super luxo, sem dúvida!

qwqwwq

O perfume cosmopolita fica claro nas escolhas de Clare Keller. Par mais que lindo de poltronas anos 1970 de Jan Ekselius fazem companhia aos trabalhos dos artistas britânicos Phyllida Barlow e Gary Hume, entre outros.

Q

Poltrona anos 1950 Carlo di Carli. Observe como a mistura de texturas enriquece a decoração.

Clare Waight Keller wsj (2)

Uma surrada mesa antiga de fazenda e cadeiras que pertenciam a um banco, na sala de jantar.

Clare Waight Keller wsj (3)

Obra de Gary Hume, máscara africana e cavalo italiano em gesso.

Clare Waight Keller wsj (4)

Clare Kelelr posa no seu living, em Paris.

Clare Waight Keller wsj (5)

Piso original do imóvel e pendente em Murano.

Clare Waight Keller wsj (6)

As meninas e Harrison no quarto da mãe, bem clássico.

Clare Waight Keller wsj (8)

A cômoda indiana em madrepérola marchetada traz ainda mais romance ao quarto do casal.

Clare Waight Keller wsj (9)

Na escrivaninha de Philip, marido de Clare, cadeira Pierre Jeanneret em madeira e corda.

ONDE ENCONTRAR:

Mobiliário assinado anos 1950: Loja Teo, Maria Jovem

Tapetes: By Kamy

Tecidos: Emporio Beraldin

via: wsj.com

Fotos: Magnus Marding para WSJ Magazine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *