A casa premiada da Dona Dalva, na Vila Matilde

A casa premiada da Dona Dalva, na Vila Matilde, em São Paulo, tem projeto do escritório paulistano Terra e Tuma Arquitetos e recebeu o Prêmio ArchDaily Building of the Year Awards 2016. Um projeto inventivo, muito descolado e de baixo custo. Em 2011, um rapaz sondou os arquitetos sobre a possibilidade de projetar uma casa para sua mãe, pessoa de poucas posses, que morava em uma casa com sérios problemas de estrutura e salubridade. Dona Dalva há décadas mora na Vila Matilde. Próximos vivem primos, tios, irmãos e amigos. A primeira opção era vender a casa, valor que somado a uma vida de economias daria para comprar um pequeno apartamento, mais afastado e, provavelmente, sem elevador, situação complicada para seus setenta e poucos anos. Vale dizer que D. Dalva é diarista e economizou por 30 anos para juntar a quantia necessária. Em pouco tempo aclarou-se o óbvio, resistir ao deslocamento, ao isolamento. E tanto os projetos quanto a obra deveriam se adequar aos restritos recursos financeiros da família. No início de 2014 a casa dava nítidos sinais de afecção e começou a ruir. Dona Dalva foi morar de aluguel na casa de um parente próximo. A casa nova precisava ser construída o mais rápido possível, caso contrário o aluguel consumiria os seus recursos por completo. O maior desafio foi a fase inicial da obra, e quatro meses foram consumidos para demolir cuidadosamente a casa antiga, ao mesmo tempo em que se executavam as fundações e arrimos que escoravam as casas vizinhas, apoiadas em seus muros de divisa. Seis meses depois de se iniciar a execução das alvenarias a casa pôde ser concluída. O terreno mede 4,8 metros de largura por 25 metros de profundidade. A casa conta com sala, lavabo, cozinha, área de serviço e suíte no térreo a fim de atender a demanda da moradora, além de um jardim que conecta ambientes, cumpre a função essencial de iluminar e a ventilar e serve como extensões da cozinha e área de serviço. No superior uma suíte e a laje da sala que faz as vezes de horta, e poderá ser coberta, ampliando o programa da casa a fim de atender a futuras demandas. “Uma solução simples, resultado de um processo longo, complexo e gratificante”, explicam os arquitetos e colaboradores responsáveis pelo projeto. Sensacional!!

cvlma_18 (Copy)

A casa da D Dalva, na Vila Matilde. O escritório Terra e Tuma Arquitetos assina o projeto, feito de blocos sem acabamento.

cvlma_24 (Copy)

Adorei. Ficou muito moderno e funcional, bem de acordo com as necessidades da dona da casa.

fferrere

O living. Repare na iluminação com condutores externos.

CasaVIlaMatilde-PKOK1371P (Copy)

O piso também é de concreto, o que confere unidade ao conjunto.

CasaVIlaMatilde-PKOK1686H (Copy)

O jardim, que conecta os ambientes.

cvlma_01.jpg1 (Copy)

A cozinha fica entre o living e o quarto de D Dalva.

cvlma_02 (Copy)

Após a cozinha, o volume do lavabo.

cvlma_03 (Copy)

O que você achou? Registre sua opinião.

cvlma_15 (Copy)

As plantas, que quebram a uniformidade do material, criando movimento, recebem os cuidados de D Dalva.

cvlma_19 (Copy)

A claraboia ilumina a escada.

cvlma_21 (Copy)

Sobre o living, uma laje que futuramente pode receber outro quarto, e que  onde hoje fica a horta da dona da casa. Observe o contraste com as casas vizinhas. 

cvlma planta_terreo_copy (Copy)

A planta baixa. Super bem resolvida.

Planta do superior.

Planta do superior.

ONDE ENCONTRAR:

Arquitetos: terraetuma.com.br

Paisagismo: Gabriella Ornaghi

Fotos: Pedro Kok

via: archdaily.com

2 Responses
    • Oi Marcos
      O projeto é do escritório Terra & Tuma Arquitetos, de São Paulo, e segundo as informações que obtive, custou R$ 150.000,00.
      Aqui vai o contato deles: http://www.terraetuma.com.br/
      Se você fizer de fato contato, fale por favor, que viu o projeto no blog e que te passei o contato. Isso fortalece a imagem do blog, e não se preocupe pois não há custo adicional e nem comissão do blog, ok?
      Marcos, continue curtindo Hardecor, e sempre que quiser, entre em contato.
      Abraço
      Valéria Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *