Mate-me por favor, a história sem censura do Punk

“Mate-me por favor, a história sem censura do Punk”, é o livro de Larry “Legs” McNeil e Gilliam McCain. Esta é a história definitiva e nunca antes contada sobre os anos 70 e a Blank Generation. Narrando o nascimento do que hoje se chama punk, desde a Factory de Andy Warhol até o Max’s Kansas City nos anos 60 e 70, chegando ao Reino Unido nos anos 80, os autores, Legs McNeil – que cunhou o termo punk – e Gilliam McCain, apresentam a explosiva história do mais incompreendido fenômeno pop. Fluentemente construído a partir de um coro de vozes, Mate-me, por favor é uma história oral que possui todo o ritmo narrativo e a excitação de um romance. Em centenas de entrevistas com todos os personagens originais, incluindo Iggy Pop, Patti Smith, Dee Dee e Joey Ramone, Debbie Harry, Nico, Wayne Kramer, Danny Fields, Richard Hell e Malcolm MacLaren, penetra-se nos camarins e nos apartamentos para reviver o que começou nas entranhas de Nova York como uma pequena cena artística e se tornou um verdadeiro momento revolucionário da música. Mate-me, por favor começa quando o CBGB’s e o Bowery eram uma legítima terra de ninguém; revive os dias de glória do Velvet Underground, Ramones, MC5, Stooges, New York Dolls, Television e Patti Smith Group e disseca a morte do punk – quando este se torna manchete de jornais e uma nova onda para retardatários. O livro é super envolvente e delicioso e assustador, pois conta sem rodeios a história de glória e degradação de muitos dos que mudaram a música no mundo. Recomendo firmemente. Leia correndo! 

rttrtr

Capa do livro de Legs McNeil e Gillian McCain, em edição de bolso da LPM. Maravilhoso!

sdsdsds

Um dos lugares sede do movimento Punk, o CBGB no momento do show dos Ramones.

CBGB-Land-13 (Copy)

A vista do CBGB em foto de David Godlis.

CBGB-Port-5 (Copy)

‘Handsome Dick’ Manitoba, do Dictators, e sua namorada Jody, em foto de David Godlis.

Lou-Reed (Copy)

Foto linda de David Bowie, Iggy Pop e Lou Reed.

Patti_lou_jovens (Copy)

Patti Smith, que influenciou toda uma geração, e ainda influencia, e Lou Reed.

ONDE ENCONTRAR:

lpm.com.br

via: lpm.com.br

Fotos: LPM e David Godlis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *