The Saint Martins Lofts

The Saint Martins Lofts! Em pleno bairro do Soho, em Londres, este edifício icônico onde funcionava Central Saint Martins da University of the Arts, por onde passaram nomes como Alexander McQueen e Mary Katrantzou, foi transformado em apartamentos, e o designer Marc Peridis foi convidado para assinar o projeto de um deles, duplex . As amplas janelas proporcionam luz natural intensa, que em conjunto com o pé direito duplo, maximiza a beleza do endereço londrino. A decoração tem base contemporânea e linhas secas e retas, pontuada por peças assinadas por grandes nomes do design. O edifício dos anos 1930 é um mix entre Modernismo e o movimento Arts and Crafts, e foi originalmente assinado por EP Wheeler e HFT Cooper, do London County Council Architects’ Department. Subdividido em treze apartamentos, cada um conta com pelo menos dois dormitórios, com preço aproximado de cinco milhões de libras para as unidades menores e em torno de seis milhões e meio para as maiores. Quase todas as unidades já foram comercializadas; apenas as maiores ainda estão disponíveis. O bairro é bem legal, o que também ajuda a atrair pessoas dispostas a desembolsar a cifra pedida. O projeto de transformação do edifício é do escritório Darling Associates.

cddsds

Quem não gostaria de morar nesta penthouse? Se for este seu caso, corra, pois quase todas as unidades já foram comercializadas.

trtrtrtr

Tons pastéis e mobiliário em linhas suaves dão a receita do sucesso desta decoração, iluminada por pontos em dourado/cobre. Ao fundo, tamborete U Stool, de Hamajima Takuta, banco Petit Vague, de Karen Chekerdjian e Fouad El Hayek, revestido em veludo negro. Pendente AIM, de Ronan e Erwan Bouroullec.

 ewwwwwww


Visto de cima, é possível perceber que apesar do mobiliário de pequenas dimensões, há vários lugares disponíveis, mais do que o suficiente para uma boa festa. Nina Tolstrup, Richard Hutten, colectivoVij5, o pioneiro dos móveis em 3D Dirk Van der Kooij, e a equipe chilena Gt2p, são alguns dos designers que assinam as peças do living.

gffff

Poltrona de leitura e plantas, que usadas em abundância nos anos 1970, voltam com tudo.

rwrwerewe

Cadeira e banqueta em tons suaves. Repare que a banqueta é a réplica exata do assento da cadeira. A escada de madeira permite o acesso às prateleiras mais altas.

tyyttr

A paleta de cores nas paredes é restrita aos tons claros e suaves.

llllllllllll

Parede em azul claro que acompanhada de mobiliário moderno e em cores fortes, fica atual no ato. Mesa Fat Line Table de Rirk Vander Kooji, cadeiras Papillon de Karen Chekerdjian, pendente Kami Lights e à direita, aparador Framed de Breg Hansen.

reeeeee

O quarto menor recebe parede amarelo claro a cama revestida em cinza, que faz par perfeito com a o banco, curinga na hora de receber os amigos.

tttrtrtr

No quarto principal, banco azul Studio MAMA e paredes em dois tons.

dsfffdfd

O quarto principal do apartamento em Londres.

rrere

O banheiro, minimalista. Observe o espelho, que esconde um armário e traz iluminação embutida. Uma reedição aos armários dos anos 1970.

saintmartinslofts.com

arts.ac.uk

19greekstreet.com

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *