Holocaust Museum

“Holocausto” é uma palavra de origem grega que significa “sacrifício pelo fogo”. O significado moderno do Holocausto é o da perseguição e extermínio sistemático, apoiado pelo governo nazista, de cerca de seis milhões de judeus. O United States Holocaust Memorial Museum, em Washington, USA, inaugurado em 22 de abril de 1993, tem projeto do arquiteto James Ingo Freed, do escritório  Pei Cobb Freed & Partners. A intenção do profissional é que o visitante tenha uma experiêcia “visceral”. “Assim como o Holocausto desafia a compreensão, o museu não é para ser entendido intelectualmente. Sua arquitetura de sensibilidade tem a intenção de envolver o visitante e agitar as emoções, permitem horror e tristeza, e é, em última análise, para perturbar“, diz Freed. Sapatos, muitos, usados nos campos, uma parede bem alta com fotos de lituanos que foram capturados e morreram,  todos de uma mesma cidade, imagens, filmes, nomes, objetos. A iluminação, a cor das paredes e a maneira como o visitante é conduzido fazem toda a diferença para que esta seja uma experiencia inesquecivel e francamente perturbadora. O objetivo de James Freed é completamente alcançado. Imperdível.

A fachada do Museu do Holocausto, em Washington.

O saguão de entrada do museu.

Galeria de fotos.

ushmm.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *